sábado, 7 de abril de 2012

Hoje...

Hoje uma felicidade tomou conta de mim desde as primeiras horas do dia. Hoje acordei cedo e tomei um café com leite com a minha mãe. Hoje eu acordei minha irmã e, juntas, cantamos e pulamos com a música The Best Damn Thing, da Avril Lavigne. Hoje eu fiz o almoço para a minha irmã aqui em casa depois de ter ouvido músicas alegres de nossos artistas pop preferidos. Hoje um sono tranquilo nos invadiu e deixamos a tarde passar em sonho. Hoje a vida está feliz e multicolorida. Hoje tenho certeza que posso voar, pois faço parte de uma história que é só minha e de mais ninguém. Hoje a vida aprendeu a cantar no meu tom, desafinada, mas tão, tão feliz... Hoje podia não acabar, hoje podia continuar a ser doce como o saco cheinho de meu bombom preferido que minha mãe me deu.