domingo, 18 de março de 2012

Gosto de gente que sabe comunicar...

Gosto de gente que sabe comunicar. Gente que saia por aí dizendo "Sim!" e "Eu te amo!" sem a menor vergonha, mas também gosto de gente que não tem o menor constrangimento em dizer "Não!" e "Eu odeio isso!". Não tem essa de ficar em cima do muro. Adolescência já passou. Não tá gostando de alguma coisa? Vaza! Você não merece estar em um lugar em que as pessoas o tratam mal ou o ignoram.
Quando eu era pequena, diziam que eu fazia muitas caras e bocas. Sinceramente, eu não entendia muito bem o que estavam dizendo, mas ficava meio irritada. Hoje entendo que as minhas caretas fazem parte da minha maneira de expressar sentimentos. Está tudo ali: dúvida, afirmação, negação, admiração, indignação... Meu rosto grita o que eu penso em dizer antes mesmo de eu poder formular uma frase a ser dita.
Comunicação é tudo! Não dá para ficar calada, não em um mundo como o nosso... Em que há tanta coisa errada que milhões fingem não perceber... ACORDAR É PRECISO! Tá na hora de mais ação, mais fala, mais interação e menos medo e "Ai, meu Deus! O que os outros vão pensar?". DANEM-SE os outros - entidades inibidoras da livre-expressão. O que que é isso? Invasão? Queridos, olhem para a minha cara... Aham, isso mesmo: FORA! ADEUS! A PORTA DE SAÍDA É LOGO ALI.
Não tem espaço aqui para vozes que não atingem a última fileira de cadeiras no teatro, não tem espaço aqui para olhos que se voltam para baixo e bocas emudecidas, não tem espaço... Não! Não tem espaço aqui para "os rebanhos que desconhecem a primeira pessoa do singular" - não é Quintana?

Junie Nunes de Souza