domingo, 27 de fevereiro de 2011

Moacyr Scliar para sempre imortal...

Por que voar de preto se existe o azul, 
o amarelo, o vermelho e tantas outras cores nas asas das borboletas?
Por que deixar-nos aqui com uma folha em branco,
cheias de linhas ansiosas,
que nunca mais serão preenchidas?
Hoje tu partes para a viagem mais desconhecida,
mas não, não leva tudo de ti...
Em milhares de corações deixas uma lembrança...
Em uma palestra no colégio,
em uma foto tremida,
em um autógrafo tão esperado,
tu deixaste um pedacinho de ti...
Uma lembrança eterna de um escritor imortal.

2006

"Sempre pensei que a literatura deveria nutrir os leitores e protegê-los das desilusões da vida." Moacyr Scliar

***


* Este texto é uma pequena homenagem minha a este grande escritor gaúcho.

* Para maiores informações sobre a morte do autor, acesse: