segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

You gotta be...


Last year, I watched the Karate Kid movie from 1994 with Hilary Swank. It's very, very nice. I was born in 1991, and I felt a little bit nostalgic because of the nineties. In the very ending of the movie (when the credits are showed), I heard a sound that I didn't know I really appreciated: You gotta be, performed by Des'ree. She is a Britanic singer who was very popular in the nineties. I enjoyed some phrases of this song that says very beautiful things... Well, here are some of them:

  • Challenge what the future holds
  • Go ahead, release your fears
  • Don't be ashamed to cry
  • You gotta be bad
  • You gotta be bold
  • You gotta be wiser
  • You gotta be hard
  • You gotta be tough
  • You gotta be stronger
  • You gotta be cool
  • You gotta be calm
  • You gotta stay together
  • All I know is (that) love will save the day

That's all, folks! ;)

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Something I wrote sometime ago...

I'm not just a girl, a student... I am something else. All I know is that I want to do my best in this small world I live... I know I have a lot to improve. I believe I am in a good attempt. Besides, I'm looking for recipes... I want a recipe for life!



Sobre a intensidade de certas palavras...

Que cada um tem o direito de exprimir sua opinião é verdade, mas é realmente necessário ser sempre o desagradável da vez? É tão importante assim mostrar ao mundo que você é um rebelde implacável que nada sempre contra a maré? 

Fico imaginando o que esse tipo de gente deixa para o coletivo... Palavras amargas? Facadas em corações ansiosos por apenas um olhar de compreensão ou um sorriso generoso?
Ainda não consigo me acostumar com sentimentos ruins - por mais que saibamos que coisas péssimas ocorram o tempo inteiro, eu não consigo me acostumar com tamanha falta de respeito, educação e consideração pelos sentimentos alheios. 

Recuso-me a ter em minha companhia pessoas desagradáveis. Sou careta? NOSSA! Vocês (que não me conhecem) nem imaginam o quanto eu sou careta. Procuro amigos que exprimam sentimentos bons, generosos, educativos, respeitosos... Graças a Deus, tenho muitos assim. Às vezes somos bombardeados por pessoas que só se importam com a vontade própria, que não respeitam a opinião da maioria e partem para a agressividade total. 

As palavras também podem ser consideradas uma forma de violência. Na escola, vemos muito isso. As crianças se machucam o tempo inteiro ao usar adjetivos nada amigáveis uns contra os outros. Infelizmente, tais crianças que se armam com a palavra agressora crescem. Elas crescem e aumentam a intensidade de sua raiva contra as pessoas e o mundo que não são como elas desejam.

O que fazer, bom amigo, diante de tais circunstâncias? Jamais responda a uma agressão de uma pessoa assim. O melhor que você tem a fazer é ignorar, excluir, deletar... Despoluir-se! Peça a Deus iluminação a essas pessoas - quem sabe assim um pequeno sopro de consideração ao próximo possa recair sobre os sentimentos amargurados delas? 

O mundo não é rosa pink, mas também não precisa ser preto o tempo inteiro. Encontro nesta vida milhares de razões para não acreditar que o mundo possa vir a ser um lugar melhor, porém, sem a fé nas pessoas boas que existem não há razão alguma para estar aqui.

Junie Nunes de Souza

Moacyr Scliar para sempre imortal...

Por que voar de preto se existe o azul, 
o amarelo, o vermelho e tantas outras cores nas asas das borboletas?
Por que deixar-nos aqui com uma folha em branco,
cheias de linhas ansiosas,
que nunca mais serão preenchidas?
Hoje tu partes para a viagem mais desconhecida,
mas não, não leva tudo de ti...
Em milhares de corações deixas uma lembrança...
Em uma palestra no colégio,
em uma foto tremida,
em um autógrafo tão esperado,
tu deixaste um pedacinho de ti...
Uma lembrança eterna de um escritor imortal.

2006

"Sempre pensei que a literatura deveria nutrir os leitores e protegê-los das desilusões da vida." Moacyr Scliar

***


* Este texto é uma pequena homenagem minha a este grande escritor gaúcho.

* Para maiores informações sobre a morte do autor, acesse: 

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

I ♥ Converse!

No site da Converse, você pode criar o seu próprio modelo de All Star. Check out my style:






About family...

Recebi um e-mail tão bonito da minha diviníssima professora de Português e Literatura. Colei a parte que eu mais gostei aqui para vocês lerem:


- Você sabe o que significa a palavra FAMÍLIA em inglês? 
 

FAMILY = FATHER  AND MOTHER  I LOVE YOU

(pai e mãe eu amo vocês)
               

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Apenas tu...

Por que descrever-te meus versos se tu, apenas tu, és alheio ao que sinto?


Junie Nunes de Souza


Sudden words...

My heart freezes when night arrives.

A cidade, o barulho e o lugar.
A vida e a morte...
O fim e a sorte.

Colors fade and take my smile away.

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Sem medo de viver...

Poderia retirar inúmeras mensagens importantes do livro que acabei de ler, mas tem uma em especial (que é a que irei postar a seguir) que me fez lembrar de uma aprendizagem pessoal. Ao ler, o conforto atingiu meu coração e me senti em paz. Os livros espíritas têm esse poder. Lições de vida, novas ideias, fé renovada, coragem, esperança e alegria diante das oportunidades que surgem todos os dias nesta vida terrena são fatores que florescem com intensidade a cada história maravilhosa que encontro em um livro com temática espírita. Mesmo que você não se identifique com esta doutrina, é impossível que você não comece a questionar o quanto tudo faz sentido. Costumo dizer que acredito em Deus, mas que não tenho religião - porém, acredito demais no espiritismo e em seus ensinamentos de vida. Ser positivo sempre e não deixar que nenhum pensamento negativo abra brecha para interferências perturbadoras. A vida é um aprendizado, mas deve ser vivida com felicidade para que o resultado da lição seja o melhor para  todos nós.


Do livro "Sem medo de viver", de Zibia Gasparetto (ditado por Lucius):

"(...) Quando a vida realiza alguma mudança, mesmo que não possamos entender o porquê, sempre é para melhor. Ainda que nos traga dor, sempre haverá outras compensações, outros caminhos de renovação, com maiores chances de felicidade. (...)"

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Pipoca e suco de uva no sítio...

1. Juntos pelo acaso (fofo!)
Quando seus melhores amigos morrem em um acidente de carro, Holy e Messer precisam aprender a deixar de lado suas diferenças e unir forças para cuidar de Sophie, sua afilhada órfã de um ano. Morando juntos sob o mesmo teto, além de união, algo mais surgirá entre os dois...


2. Enrolados (amei!)
É a Rapunzel da Disney. O filme é uma graça! Para quem gosta de histórias musicais com mocinho, princesa e uma vilã super megera, Enrolados irá surpreendê-los.


3. As múmias do faraó (interessante!)
Filme francês sobre as aventuras de Adèle Blanc-Sec. O filme parece ser uma sátira aos filmes de aventura, mas é uma produção que causa um certo interesse devido ao pterodátilo, às múmias, à irmã com um grampo espetado no cérebro e por aí vai...


4. Você de novo (divertido!)
Já pensou se aquela garota malvada (e super popular) da escola, após atormentá-la por todo o ensino médio, anos mais tarde, resolve virar a sua cunhada? Quais os sentimentos que irão aflorar nesta história? Um filme excelente sobre seguir em frente e deixar as mágoas do passado enterradas no passado.


5. Scott Pilgrim contra o mundo (legal!)
Para ficar com a garota dos seus sonhos, Scott terá que derrotar seus sete ex-namorados do mal. O filme é cheio de efeitos especiais inusitados - algo bem diferente para ser apreciado.


6. Incontrolável (bom!)
Uma história baseada em fatos reais sobre um trem desgovernado e a coragem de dois americanos que após enfrentar algumas pedras no caminho, salvam o dia e viram heróis. Vale a pena conferir para conhecer o sistema ferroviário americano - que é bem surpreendente!


7. Quando em Roma (lindo!)
É difícil se abrir novamente para o amor, quando tudo o que você recebe em troca é desilusão. Em Roma, a protagonista da história conhece alguém que lhe desperta o interesse, mas após mais uma decepção, ela perde a razão depois de beber a garrafa toda, entra na fonte do amor de Afrodite e rouba algumas moedas. O que ela não sabia é que, ao roubar as moedas, os homens que as jogaram iriam se apaixonar por ela. Até compreender aquela confusão toda, o verdadeiro amor aparece, mas a dúvida de que ele seja algo real ou esteja apenas sob o encanto de algum feitiço místico permanecerá até a última moeda ser devolvida ao seu local de origem.

* Meu final de semana no sítio foi recheado de filmes e pipoca ao lado da Nathy, minha irmã linda.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

A tempestade...

À medida que percorríamos a estrada, éramos engolidos por nuvens assustadoramente negras. O forte vento balançava o carro enquanto o céu piscava sobre nossas cabeças devido aos relâmpagos que anunciavam a chegada de uma grande tempestade...
A paisagem promovia um espetáculo fantasmagórico a nossa volta. Ao descermos a BR 116 paulistana, rumo ao sul do país, o encontro entre o céu e as montanhas servia de palco para o show de descargas elétricas e gotas gigantescas de chuva que caiam sobre a vegetação. Com a pista molhada, o carro deslizava com maior velocidade, aumentando a adrenalina dos passageiros a cada curva perigosa...
Quando a chuva cessou, a criança de colo despertou de seu sono agitada. A tensão da estrada havia causado na pequena Nathalie um desconforto que a fez chorar, manifestando sua forma de reclamar sobre a escuridão que envolvia os ocupantes do apertado Palio branco motor 1.0, que bravamente havia nos levado até o sudeste do Brasil e tentou, em vão, subir uma lomba superior a sua capacidade...
Paramos. O lugar era aconchegante, lembrava uma casa de fazenda - produtos coloniais eram exibidos para avivar lembranças bucólicas. No Paraná, as pessoas que nos atenderam eram surpreendentemente simpáticas e os produtos oferecidos não faziam nenhum turista faminto ser extorquido. Encontrei meu amendoim torrado e salgado sem pele por apenas um real. De volta ao carro, Nathalie atacou minha mãe com mordidas vampirescas desdentadas, fazendo a alegria da galera do Palio...
A viagem agora seguia tranquila e SC, onde faríamos nossa próxima parada, estava a cada quilômetro mais perto de nossas almas gaúchas, que foram recarregadas de momentos com pessoas queridas em lugares lindos e especiais para os nossos corações.

Junie Nunes de Souza

* Texto baseado em um episódio de minhas férias neste verão.

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Where's my inspiration?

I've been so lazy lately. I can't write anything useful right away, but I'll promise you that I'll be back soon.

Kisses,

sábado, 12 de fevereiro de 2011

Partidas...

As pessoas partem. Não importa qual é o tipo de partida. Tudo o que sei é que elas se vão quando a gente menos espera. A vida nem sempre é justa em determinar partidas. Às vezes, as partidas são eternas. As pessoas vão e nunca mais voltam e tudo o que resta são lágrimas, dor, saudade e uma sensação de eterno vazio. Outras partidas são mais amenas, temporárias... Nossos entes queridos vão e voltam entre um lugar e outro, mas voltam. Estes fazem apenas partidas terrenas para conhecer outros lugares e vivenciar novas experiências.
Partidas mentais também ocorrem. De repente aquelas pessoas que julgamos conhecer tão bem já não são mais as mesmas. A vida lhes preparou caminhos tão diferentes que hoje se tornou impossível chegar até elas. Quando crescemos, percebemos que as partidas da mente ocorrem com bastante frequência. Logo, o amigo da infância já não é mais o mesmo amigo. Sua melhor amiga do ensino fundamental tornou-se outra pessoa, viajou para um lugar distante que você não pode chegar. As pessoas se perdem, os caminhos mudam, as partidas se tornam presentes e nos acostumamos com a sensação de estar sempre diante de escolhas. Escolhas que podem nos levar para diferentes lugares. Escolhas que podem ocasionar diferentes partidas. Escolhas que envolvem perdas e ganhos. A vida parece uma grande estrada, cheia de estradinhas... Cada pessoa tem o seu próprio caminho a seguir. Creio que Deus, a cada um de nós, deu um mapa. Preenchemos este mapa todos os dias. Às vezes nossos mapas nos levam para longe de pessoas que amamos ou levam para longe as pessoas que amamos. 

Então, para aqueles que amo, desejo uma excelente aventura pelos caminhos da vida! 

BOA VIAGEM!

Junie Nunes de Souza

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Meme literário expresso...

* Meme sugerido pelo blog Just Lia.
REGRAS

1. Pegar o livro mais próximo.
2. Abrir na página 161.
3. Procurar a 5ª frase completa.
4. Colocar a frase no blog.
5. Não escolher a melhor frase nem o melhor livro.
6. Passar a 5 pessoas.

* O meu ficou assim:

Um livro mágico, Nina Bernstein
"
E ali estava ele, sentado ao lado delas, com uma expressão perdida em seus olhos azuis."

* Indico para as blogueiras Endry, Lu, Cris, Bibi e Yádini.

sábado, 5 de fevereiro de 2011

Doe palavras...

Olha só que iniciativa legal! Clique na imagem para saber mais e participar deste projeto solidário que leva conforto a pacientes com câncer.


Não deixe de exercitar a sua SOLIDARIEDADE

Basta escrever!

More than words...

Sometimes words can heal. 
Other times, they kill.
I wish I could write everything I feel, but that would make my heart ill.
So, I keep on looking for some kind of answer able to make me resist the grim states of my soul...

Desafio dos 7...

Indicado pela blogueira Endry, aqui vão as minhas respostas para o desafio dos 7!

7 coisas que eu tenho que fazer antes de morrer:

1. Ter uma casa própria, um carro e um bom emprego
2. Viajar para Londres
3. Viajar para a Itália
4. Viajar para New York
5. Escrever um livro
6. Conhecer os belos lugares do meu estado e do meu país
7. Aprender mais alguns idiomas

7 coisas que eu mais digo:
1. "Bah!"
2. "Que tri!"
3. "Bah, que legal!"
4. "Tipo..."
5. "Que show!"
6. "Muito legal mesmo!"
7. "Nossa!"

7 coisas que eu faço bem:
1. Bagunçar

2. Escrever
3. Estudar
4. Ler
5. Organizar (quando estou com muita vontade)
6. Dormir (durante o dia)
7. Criar com papéis coloridos (quanto estou com paciência)

7 defeitos meus:
1. Bagunçar
2. Acomodar-me em certas ocasiões

3. Medo de insetos
4. Procrastinar
5. Preguiça de movimentar-me rapidamente
6. Pensar o tempo inteiro em prós e contras diante de diversas situações
7. Perfeccionista

7 coisas que eu amo:
1. Cinema, teatro e musicais
2. Família e amigos
3. Inverno e roupas de inverno (casacos compridinhos especialmente)
4. Verão na praia
5. All Star e Melissa
6. Meu notebook
7. Pessoas e ambientes limpos

7 qualidades:
1. Estudiosa
2. Honesta
3. Leal (até demais)
4. Dedicada
5. Tranquila
6. Persistente
7. Simpática (quando quero!)


7 pessoas que devem responder ao desafio: 

TODAS QUE QUISEREM PARTICIPAR DO DESAFIO!


Questionário sugerido...

1- O que a levou a criar um blog?
A necessidade de falar sobre os meus sentimentos e explorar a minha escrita...

2- O que tira você do sério?
Injustiça, violência, traição, alcoolismo, fumantes, destruição ambiental...

3- Você tem alguma mania ou vício?
Tenho milhares de manias e meu único vício é não conseguir ficar muito tempo sem beber Coca-Cola...

4- Qual a sua melhor lembrança?

Dos passeios e das viagens que fiz/faço com a família.

5- Qual o seu maior sonho?

Tenho muitos sonhos... Meu maior sonho é poder realizá-los.

6- Se fosse um dinossauro, como se chamaria?
Junie da Silva Sauro (um dos meus apelidinhos da infância).

7- Qual personagem da sua infância gostaria de ser?
Sailor Moon (tenho todas as bonecas até hoje!).

8- Cite uma peça que não pode faltar no seu guarda roupa e uma que jamais usaria:

Skinny jeans não pode faltar. Jamais usaria legging com estampa de onça.

9- Um lugar que ama:
Bombinhas/SC

10- Qual filme você amou e recomenda?
Bah! São tantos! Um recente que eu amei e recomendo é "A proposta". O filme é divino! A Sandra Bullock e o Ryan Reynolds estão ótimos neste filme.

11- Qual o último livro que você leu?
A Pirâmide Vermelha, do Rick Riordan.

12- Qual palavra a define?
Persistência.

De um sonho estranho...

Não cabe mais aqui...
Não cabe mais em mim...
A dor.
O amor.
O sonho.
A ilusão...
Morreram todos em mim.
Parar de voar...
É hora de correr.