quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Sem final feliz...

   Um som estridente ecoa e a desperta. Ela abre os olhos devagar e a luminosidade causa uma irritação estranha... É como se estivesse sendo arrancada de um sonho e transportada a uma realidade bruta, indesejada... Queria voltar a dormir, mas não conseguia... Algo a estava incomodando demais, ela tinha de descobrir o motivo do seu desconforto.
   Resolveu levantar e finalizar a luta contra o nascimento de mais um dia. Já havia perdido as contas... Não sabia mais quantos dias faltavam, quantas horas ela ainda teria de suportar até o fim que parecia tão distante.
   Ao ligar o chuveiro, desejou que sua vida jamais tivesse tomado aquele rumo... Passados alguns minutos, estava confortavelmente debaixo da água quente que caia sobre o seu corpo, pensou... Mas desistiu. Preferiu esvaziar sua mente e traçar um plano para ser executado no dia de hoje.
   Ligou o rádio no volume máximo, mesmo assim, sua mente não conseguia parar de pensar naquela sensação de culpa... O que seria aquilo? Tentou pensar em outra coisa, outro problema talvez...
   O telefone toca. Um estranho a acorda de seu transe.
   - Alô?
   Mal ela sabia que seria melhor jamais ter acordado neste dia...


* Obra de ficção.