sexta-feira, 15 de outubro de 2010

“Perto dos deuses, longe dos mortais...”

Finalmente meu ambiente de concentração está adequado aos meus propósitos. Aqui, no meu mundo lilás, posso entrar em contato com os meus queridos livros em companhia de um ar fresquinho. Levei certo tempo para transformar a oficina aterradora do estágio em uma sala de harmonia para uma acadêmica iniciante.
Joguei muita coisa fora. Coisas do passado. Materiais escolares que guardava por motivos sentimentais (talvez) da 8ª série e do mal fadado Curso Normal. NÃO PRECISO MAIS DE TUDO AQUILO! NÃO PRECISO! NÃO PRECISO! Ui! Estou bem mais leve agora... Guardei apenas meus trabalhos de Inglês - aqueles a que dediquei todo o meu amor e criatividade para confeccionar... Realmente são obras de arte. O que foi? Se você tivesse sido meu professor de Inglês, também acharia...
Sinto-me bem com a minha nova vida. É como eu imaginei e não estou tendo dificuldades para lidar com o mundo das letras. Estou em casa. Sinto falta apenas dos amigos de Gravataí. Às vezes dá uma preguiça de tanta calmaria, mas prefiro assim àquela loucura do primeiro semestre... Página virada. Sinto que agora posso dedicar-me ao que gosto de verdade: as línguas!
Bem, acho que vou encerrar por hoje. Espero que, aqui neste meu recanto, eu encontre mais inspiração para escrever, pois meus últimos posts andam meio terríveis.

Um encantador final de semana a todos!