domingo, 4 de abril de 2010

Pensava que fosse difícil...

Pensava que fosse difícil
Tarefa quase impossível
No mundo, perdi a razão
Ignorei meu coração

Agora, estou mais feliz
Sem medo de olhar para frente
Achei-me indiferente
Voltei a ser aprendiz

Talvez, hoje, só falte você
Mas quem sabe deixo?
Outro dia sem medo!

Voltei a ser quem eu era
Amei novamente a verdade
E o meu coração? Em paz!

Não ache razão nas palavras
Não tente entender o amor
Não espere o futuro da vida

Tudo isso... 
Simplesmente... 
Acontece!

***

"Às vezes gosto da subjetividade que encontro em meus ensaios poéticos..." - Junie Nunes de Souza