segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Vamos pular?! É Carnaval...

     Eu me rendo! Eu me rendo à música, aos shows, à alegria, aos pulos, ao agito, à chuva, ao mar, ao calor... Afinal de contas é carnaval e eu estou na praia! Estou na pequena Oásis do Sul, um recanto onde muitas pessoas de todas as tribos passam o seu veraneio ou, simplesmente, se encontram para festejar na noite badalada!
     Quem passa por aqui durante o dia, acredita estar em um lugar sossegado... Porém, é só o sol dizer adeus para surgir de todos os cantos pessoas e mais pessoas que desfilam alegremente pelo minúsculo centro da pequena Oásis.
     Cheguei aqui no sábado! Que dia! Mal cheguei e já vesti o uniforme de praia: biquíni, canga e chapeú... E me fui para o mar! O horário era impróprio - confesso -, mas a diversão estava garantida! O mar estava receptivo: bandeira amarela, ondas moderadas, água limpa... O clima estava tentador: calor, muito calor, nada de vento e céu sem nuvens! A combinação perfeita para um belo banho!!!
    Atiro-me na água, mantendo sempre uma altura segura... Se a água ficasse acima dos meus joelhos, eu já tratava de ir mais para a beirada do mar... Mas, mesmo com tanto cuidado, algo me passou despercebido. Por trás dos meus joelhos senti uma ardência, como se tivesse levado um choque elétrico... Não é que fui "queimada" por uma mãe d'água? Isso nunca havia acontecido! Saí correndo da água e me fui para a casa... O problema seria resolvido mais tarde com uma substância de tom rosado.
     Em seguida fui almoçar. Eu enchi meu prato! Na praia o meu apetite aumenta! Até provei a famosa Tainha, mas não fui muito com a cara dela... Ao voltar para casa, fiquei algum tempo navegando na Internet... Quando o sol baixou um pouco, corri para o mar novamente! Tomei mais banho, observei um arco-íris, os banhistas... Sentei na areia e fiquei a olhar o mar... Feliz com aquela imensidão de água que tanto alegra o meu verão!
     Até peguei uma cor! Uma cor vermelha... Tive de usar a substância rosada novamente. O sol da manhã que peguei não era apropriado... Ah! De noite: CARNAVAL! Comprei máscara, uma coisa escandalosa de penas amarelas e um óculos com lentes em formato de coração. O show estava bem legal! Dancei, cantei... Quase morri gritando quando o cara da banda inventou de tocar um rock bem conhecido aqui no Sul: "Me Odeie", do Reação em Cadeia. A partir daí: NÃO PAREI MAIS! Pulei mais!
      Dormi feito uma pedra. Como choveu no domingo, não pude sair durante o dia... Porém, de noite... Saí com a minha mãe, meus tios e meu primo! Minha mãe e eu fomos a uma loja e eu comprei uma roupa nova, vesti na mesma hora e fui para o show! DANCEI MUITO! FOI MUITO TRI! Várias músicas... Estava tentando fugir da chuva, mas não deu mais... Encarei a água e pulei livremente! Nada como estar em paz, com a alma livre... E aproveitar os momentos!
    No final da minha madrugada, encontrei uns amigos de Gravataí... Minha mãe deixou eu conversar um pouco com eles, mas depois... Ok, era hora de ir. E... AMANHÃ TEM MAIS! Ou melhor, hoje...

     Um abraço a todos... E...

     FELIZ CARNAVAL!!!