quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Listão UFRGS 2010 na ZH: caloura do curso de Letras!




"Todos esses que aí estão
Atravancando o meu caminho,
Eles passarão...
Eu passarinho!"

Mário Quintana

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

A conquista de um sonho...

    Acho que tal título já foi usado muitas vezes por muitos sonhadores... Mas ele sempre me faz lembrar daquilo que desejamos com mais intensidade, daquilo que almejamos com amor, com fé e com esperança. 
    Então, acredito que comigo não seria diferente... Acabei de conquistar o maior sonho dos meus 18 anos de vida: uma vaga na Universidade Federal do Rio Grande do Sul! Pois é! Após enfrentar 4 dias de provas que exigiram múltiplos conhecimentos em um Vestibular super concorrido, saiu o tão esperado Listão!



    Meu nome está lá... Junto de muitos outros estudantes sonhadores! Muitos dos meus amigos e colegas do Unificado passaram, comemoraram, vibraram com a conquista desse sonho... Outros, porém, devem ter se decepcionado ao não encontrar seu nome na lista, mas assim segue a vida...




   Um dia de vitórias, outro de uma nova chance para continuar tentando! Hoje foi um dia especial para mim. Muitas pessoas diziam que com certeza eu passaria, mas acho que eu nunca compartilhei da mesma certeza. Eu apenas queria muito e acreditava que era possível. E é! É possível! SEMPRE acreditei nisso!




    Vida acadêmica! Quem diria! Meus pais estão orgulhosos, a família comemorando, os amigos me parabenizando! Isso é tão bom! Depois de um ano de estudos, só tenho a agradecer a todos aqueles que participaram de alguma forma da minha trajetória. OBRIGADA!


    Que venha o curso de Letras!
    Que venha a UFRGS!
    Que venham as leituras!
    Que venham os novos professores!
    Que venham as novas dificuldades!
  
   Que venham os novos sonhos, mas, sobretudo, que venha a conquista do futuro pelo qual sonhei para que, enfim, eu possa viver a vida que planejei...

sábado, 23 de janeiro de 2010

“A vida é baba e o teatro é cuspe!”

     Calma... Aos mais desavisados, já vem a explicação... Porém, antes disso, pense nas diferenças que podem existir entre a baba e o cuspe... Ora, parece até uma reflexão um tanto estranha a ser feita, mas fez muito sentido para mim na noite de quinta-feira passada.
     A baba é algo involuntário e o cuspe, por sua vez, é gerado propositadamente. Uma explicação bem simples. Mas de onde você tirou isso, Junie? Do teatro!
     Parece ser do entendimento de todos que a vida não pode ser ensaiada, ela simplesmente vai acontecendo e atropelando qualquer projeto pré-definido. Em contrapartida, o teatro nos dá liberdade para planejar, ensaiar mil vezes e refazer tudo se acharmos que não ficou tão bom. No teatro, podemos voltar ao passado e recriar algo já representado milhares de vezes. Enfim, o teatro é o cuspe! Ele é feito de propósito.
     Assistindo ao espetáculo Tangos e Tragédias, os protagonistas nos fizeram refletir sobre babas e cuspes de uma maneira cômica. Por falar nisso, que maravilha de show! O que me lembra o que me traz ao notebook ... Agora sim, começa o verdadeiro post de hoje:

A VERDADEIRA ARTE



     Tenho 18 anos de idade. Vocês estranhariam se eu dissesse que eu não havia ido ao teatro ainda? Pois é! Mas essa talvez seja a realidade de muitos jovens brasileiros. Todos nós sabemos o que de fato é incentivado por aqui, mas isso – HOJE – não vem ao caso. Porém, graças a um convite feito pelo meu tio, eu fui pela primeira vez ao teatro, ao Theatro São Pedro...

     Logo na chegada, já vivenciamos um DRAMA... Ingressos para hoje? Esgotados! Sorrisos murchos. A resolução diante do impasse: comprar ingressos para outro dia... Fazer o quê?! De volta à fila, uma surpresa!

     - Senhor, houve uma desistência de um sócio para hoje. Vocês se interessariam?
     - SIM! – em coro.

     Plateia, cadeira 26... Uau! Que vista! Que lugar esplendoroso! Que atmosfera inspiradora! Não pude deixar de lembrar da Opera House do Fantasma da Ópera... O lustre, as cortinas vermelhas, as cadeiras estofadas, os camarotes, a delicadeza dos detalhes do ambiente... Uma verdadeira obra de arte!



     Passando o impacto visual que sofri... Começa o show! Meus batimentos cardíacos se aceleraram. Eu não sabia o que esperar, mas estava tão ansiosa pelo novo! Que noite! Tangos e Tragédias para mim foi uma comédia divina. Que artistas - artistas de verdade! A expressão daqueles dois... Eu nunca havia visto algo tão mágico!




     Descobri que o teatro tem uma magia diferente... Eu ri, eu me emocionei, eu me encantei... Houve interação entre o público e os artistas. Na saída, dissemos adeus em grande estilo. Fomos até a frente do teatro, na rua mesmo... E mandamos “Bah!” em diversas direções... Mandamos o sentimento de alegria impregnado em nossos corações, mandamos embora as tristezas da vida e vivenciamos aquilo que só os sonhos são capazes de nos proporcionar:





      - Não, eu não quero acordar agora...




quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

Uma jornada épica: o caso da barata...




Terça-feira chuvosa, dia fresquinho e uma noite calma... Pensava eu ter! PORÉM! Estou tranquilamente escrevendo em meu notebook quando de repente, ao olhar para o chão de minha cozinha, vejo algo estranho...

NÃO ACREDITO!!!

Sim, é isso mesmo. Quase imperceptível - QUASE - aos mais desatentos, mas ela estava ali... TERROR DOMÉSTICO! ANIMAL INSUPORTÁVEL! SER DO SUBMUNDO! NOJENTA RASTEJANTE! FANTASMA DOS ESGOTOS! INCONVENIÊNCIA DO VERÃO! CAUSADORA DE GRITOS E PESADELOS INSONHÁVEIS A MINHA MÃE!

Um grito de desespero emana do meu ser! O que fazer? Sozinha em casa, nem minha mãe poderia me socorrer... Eu só tinha uma certeza: não dormiria em paz enquanto aquela intrusa estivesse sob os meus domínios...

Então, corajosamente - mas morrendo de medo que o bicho contra-atacasse - tiro o meu tênis e espero... Aproximo-me do terrível monstro e ele se mantém parado. De súbito, uma força maior toma conta do meu ser e parto para cima do animal! Deixo-a, pelo menos, tonta... Ela sai vagando desesperada pela casa... Alcança o corredor, tenta se esconder e... NÃO! Entra no meu quarto!!! Agora a briga vai ser feia!

Não gosto que ninguém entre no meu quarto sem ser convidado, que dirá um ser abominável daqueles! Agora ela ia ver só uma coisa! O que eu ainda não sabia... Estava desesperada! Mas logo me lembro da minha salvação... Corro até a cozinha e pego a arma letal: o poderoso “Mortein”! A morte, sim, era iminente... Para o monstro malévolo!

Pressiono meu dedo indicador com toda a força que encontro em meu ser e cerco a barata com o gás mortal. Ela - para o meu desespero - em um ato ultrajante e desafiador adentra minha sapatilha preferida deixando seu rastro de sujeira deturpador e por lá permanece alguns segundos até não suportar mais o gás que eu direcionava a ela. Então, percebo que não há outra solução... O animal estava tonto, mas não morreria de imediato com o veneno. Só havia uma coisa a ser feita.

Tiro o meu tênis outra vez...

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Sobrevivendo ao passado...



SÉRIE 2004 - número 1



A fonte da série - páginas arrancadas da minha agenda...

Sobrevivendo ao passado...

O título até parece nos remeter a algo trágico, mas não é! Tudo continua muito bem, obrigada! O fato é que eu sempre começo o ano com uma limpezinha BÁSICA do meu quarto, da minha sala de estudos, etc. Eu vou remexendo aqui e ali e acabo encontrando coisas históricas! Minhas histórias! Coisas melancólicas e ultrapassadas eu jogo fora sem dó nem piedade, mas há certas memórias que são bonitas e que valem a pena serem relembradas...

Foi nesse ínterim que encontrei uma agenda de 2004. Nas primeiras páginas havia bobagenzinhas pré-adolescentes... Mas depois de folhear outras tantas páginas, encontrei algo que eu chamo de “ensaios poéticos” - já que não posso dizer que produzo poemas.

São escritos bem simples - um pouco redundantes - da época da Junie de 12 anos de idade que escrevia sem se preocupar com a gramática e suas regras... Para iniciar a série escolhi o seguinte:

MINHAS PEQUENAS E HUMILDES PALAVRAS

Minhas palavras vêm de mim,
Lá do meu mais íntimo momento de solidão...
Mas são essas minhas pequenas e humildes palavras
Que me trazem companhia nos meus momentos de solidão,
Aqueles momentos que eu reservo só para mim e nada mais.

Mas... De repente...
Essa vontade de escrever me toma a alma
E - num instante que passa - já não me vejo mais só em meu mundo,
Eu me vejo acompanhada das minhas mais sábias e verdadeiras amigas:
As minhas palavras!

São elas que me dão forças para caminhar e seguir em frente,
É nelas que eu encontro a reflexão sobre o mundo...
Vejo nelas meus caminhos:
Os que eu devo e os que eu não devo seguir.
Sinto nelas a presença de paz, de Deus, de momentos felizes que eu tive
E dos momentos felizes que eu mesma crio com a ajuda delas...

Ah, minhas pequenas palavras!
O que seria de mim sem vocês?!
Vocês são como a luz nos meus momentos de escuridão;
Como a água nos desertos;
Como os verões nos pólos
E como a paz depois de anos de guerra.

Eu encontro a mim em minhas palavras
E imagino se o resto do mundo também é assim?

Gravataí, dia 24 de julho de 2004.

Nota da autora: é um texto bem singelo, mas que já expressava toda a minha paixão por escrever. Achei que seria interessante postá-lo aqui e compartilhar com vocês um pouquinho do meu passado. A série seguirá até o término da produção de 2004. Não se preocupem! Não serão muitas páginas!

Um grande abraço a todos!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

“Elementar, meu caro Watson!”




Simplesmente fantástica a versão contemporânea dada ao Sherlock Holmes em seu novo filme. O visual do detetive mais famoso do mundo está perfeito para atender ao público jovem de hoje. Eu adorei!

Quando criança, li alguns livros sobre suas aventuras... Sempre ficava fascinada com tamanha genialidade ao desvendar tantos mistérios que pareciam insolúveis... Agora criaram um filme para relembrar os velhos tempos e reacender a vontade de ler mais ainda sobre o universo sherlockiano.

Fui ao cinema ontem assistir ao filme. O cenário é a cidade de Londres. O desenvolvimento da cidade é evidente - a sujeira também! Foi legal ver a London Bridge sendo construída. Há uma cena de luta bem emocionante lá em cima...

A-D-O-R-E-I!

Os atores escolhidos representaram bem os seus papéis. A trilha sonora acompanha os momentos de ação perfeitamente e nos deixa com uma sensação de “quero mais!”. Vale a pena!

Quem gosta de um filme inteligente, irá se encantar com mais uma mega-produção da WB! Os diálogos entre os personagens são instigantes!

E... Para quem quiser obter mais informações sobre Sherlock Holmes, acesse o site abaixo:


É isso aí, pessoal!

Quem estiver desocupado, vá ao cinema elevar a sua cultura!

Um grande abraço a todos!

PS: "As coisas aparentemente mais insignificantes são as de maior importância." É verdade, Holmes!

Uma lagartixa na minha janela...



Hilário! Ela sempre está ali nas noites repletas de fabulosos insetos comestíveis... Na minha janela! Vejo sua barriga branca colada ao vidro e sua agilidade ao se mover e atacar a fauna noturna que segue a luz branca que emana da minha cozinha. Hoje, porém, uma curiosidade! Havia mais de uma lagartixa! Duas pequenas insetívoras competiam pelo melhor espaço da janela, pela melhor variedade de alimentos...

Adoro observar o comportamento de animais... Eles são fascinantes para mim! Engraçado é que eu não tenho nenhum de estimação... Acho que não gosto de vê-los presos, sei lá... Bom, mas voltando à história da lagartixa... Faz anos que as observo na minha janela! Eu adoro esses bichinhos, pois eles fazem algo fantástico: livram a minha casa de uma invasão de insuportáveis insetos em dias quentes! Obrigada! A natureza é tão perfeita! É uma pena que às vezes a nossa espécie não dê a ela seu devido valor. Depois acontecem tantos problemas e ninguém entende o motivo. Fala sério!

Mensagem do post:

RESPEITE OS ANIMAIS! Sua comodidade depende deles também!




Um grande abraço a todos que tiveram paciência para ler esse post. Ah! Espero que gostem das fotos!

PS: minutos antes de postar, as lagartixas disputaram um inseto de porte médio (relativo a elas). A primeira armou uma empreitada para capturá-lo, a segunda ficou na espreita. Quando a primeira - finalmente - conseguiu pegá-lo... A segunda pulou e deu seu bote! Roubou o jantar da outra... Elas que são brancas - literalmente - que se entendam!

sábado, 16 de janeiro de 2010

On vacation...

Férias! Até que enfim! Para mim elas só começaram depois do CV 2010 da UFRGS... Agora posso respirar e pensar e fazer e dormir e viver... Enfim! Pena que estou com a dúvida... Uma dúvida que só acabará no dia 12/02: passei ou não passei? Mas prometi para a minha mãe que não me PREocuparia com isso...

É difícil! Já que a maior parte dos meus amigos também prestaram o Vestibular... Assunto do momento? Provas da Federal!

Bom, mudando de assunto... Estou bem feliz com as minhas férias... 2010 será um ano importante para mim. Vou trabalhar! Ou melhor, estagiar... Concluí quatro anos de Curso Normal, agora chegou a hora de praticar tudo aquilo que supostamente aprendi! Vou dar aula para uma turminha de 3º ano (antiga 2ª série) em uma escola municipal de Gravataí/RS. Estou feliz e ansiosa para organizar tudo aquilo que eu preciso até o primeiro dia de aula.

Sinto-me já responsável pela minha turma, fico imaginando como as crianças serão... Será que elas irão gostar das minhas aulas? Será que aprenderão comigo? E eu? O que irei aprender com elas? Essas perguntas com certeza serão respondidas em breve... Mas até lá minhas emoções estarão altas!

Tenho planos para estas férias! Quero organizar o que está meio bagunçado e aproveitar com os amigos o tempo livre! Estou com saudades das minhas amigas do colégio... Espero vê-las em breve!

Não quero escrever tudo o que eu penso em fazer nessas férias, mas quero que elas comecem bem, com uma coisa de cada vez e, quando chegarem ao fim, deixem para mim força para o início do meu estágio e quem sabe até da minha vida acadêmica!

Estou de dedos cruzados!!!


Um grande abraço a todos que por ventura passarem por aqui!

Introduzindo...

PREFÁCIO




A vida é um constante aprendizado... Viver é uma busca incessante pelo conhecimento que nos edifica, que nos permite crescer como seres humanos e que nos faz emergir de nossas pequenas cavernas de dúvidas e medos. Conhecer é estar apto a respeitar, a compreender as diferenças e a distinguir o certo do errado na busca de uma sociedade mais equilibrada. O meio para isso? Estudar! Seja um estudante da vida para melhor compreendê-la e melhor vivê-la! Somente a educação é capaz de transformar grande parte dos problemas em solução...





domingo, 10 de janeiro de 2010

LETRAS



Se Deus quiser...



É para lá que eu vou!



sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

ERRATA

Saiu a ERRATA sobre o meu texto!

Obrigada, Unificado!

Quem quiser conferir:

http://www.unificado.com.br/novo/jornaldaredacao/redacao_errata.pdf